2ª Via de Boleto
DIGITE
Usuário: CNPJ da sua empresa
Senha: Raiz do CNPJ
(8 primeiros números)

Blog da Guaranita

Roupas infantis: veja como economizar e consumir de forma consciente

14 de novembro de 2018

Tão difícil quanto acompanhar o pique da criançada é manter o guarda-roupa delas atualizado. E não estamos falando de moda, não. Para fazer uma mãe feliz, basta servir, não é mesmo? Gente, como eles crescem rápido! Parece até que comem fermento. E com esses estirões diários, lá se vão embora macacõezinhos, body, vestidinhos, calças e sapatos muitas vezes com apenas uma vez de uso.

Foi cansada de ver sua filha Carina perder roupas na velocidade da luz que a Giseli Fernandes criou a Gicatrica, primeira marca de roupa infantil do mercado brasileiro que acompanha o crescimento das crianças. Com desenhos e modelagens bem pensadas, que preveem mecanismos de expansão, é possível aumentar a vida útil das peças no armário. Seja fazendo-as “crescer” com a ajuda de alças, tiras, cavas, elásticos e botões, ou dando novos usos. Isto é, a sai pode virar um charmoso vestido; o macaquinho, calça; a bata, saia, e por aí vai.

 

 


Divulgação

Uma das criações da Gicatrica, a calça que vira macaquinho ou vice-versa, para acompanhar o crescimento.

 

 

Quer dizer, além de ajudar a resolver um problemão no dia a dia e aliviar o orçamento no longo prazo, a marca ainda estimula o consumo consciente e sustentável, ensinando esses valores também às crianças. Sem falar que a Giseli fez questão de trabalhar com um coletivo de mulheres costureiras de Campinas, onde nasceu a Gicatrica, para valorizar a mão de obra feminina e local.

 

 


Reprodução Ficou Pequeno
Brechós, físicos e virtuais, especializados em roupas e acessórios infantis se multiplicam
e são uma boa opção para economizar e estimular o consumo sustentável.

 

 

Mas esta não é a única forma de reduzir o impacto no orçamento e na cadeia têxtil quando se trata de roupas infantis. Outra alternativa são os brechós, um mercado que cresce ano a ano no mundo todo. Não à toa, alguns já são até mesmo especializados na compra e venda de roupas e acessórios de crianças. Seja em lojas físicas – como o Xereta (próximo ao metrô Ana Rosa), o Pistache (em Santana), o Repeteco (no Brooklin) e Era uma vez outra vez (na Perdizes), em São Paulo, o Maria Chiquinha (no Rio de Janeiro) e o Santo Baú (em Osasco) – ou apenas virtuais, como o Baby Chic (de Brasília) e o Ficou Pequeno, que agrega “lojinhas” de várias mães.

 

 


Reprodução Instagram

O uniforme da escola manchou? Guarany ajuda você a tingir e recuperar a peça dando nova vida ao que seria descartado.

 

 

O problema não é o tamanho, mas aquela mancha de fruta, tinta ou canetinha que não sai da roupa novinha? Guarany ajuda. Você pode tingir a peça com uma cor mais escura, que “cubra” a mancha indesejada como se nada tivesse acontecido. Ou ainda criar estampas coloridas que disfarcem a marca indesejada, como foi feito pela Organização de Pais Solidários (OPS) da Escola Vera Cruz (SP), em parceria com o Atelier Customize, para dar vida nova a uniformes que não estavam em condições de serem doados.

Gostou das ideias? Que tal começar a colocar em prática? Vem, que a gente ajuda.

 

 

 

 


As imagens utilizadas nesta postagem foram coletadas de websites e por isso a elas foram dadas os devidos créditos. Porém, caso você acredite que alguma delas foi divulgada indevidamente ou creditada a outrém por engano, comunique-nos enviando um e-mail (sac@guaranyind.com.br), e nós a removeremos imediatamente.

All images have been taken from other websites, therefore we give credits for those who created them. However, if you believe we may be either using an image unduly or crediting someone else by mistake, then please let us know (sac@guaranyind.com.br). In this case, we will remove such content immediately.

<< post anterior post seguinte >>

Tutorial

Veja todos os Tutoriais
CONTATO